22. 23. 24

novembro'18

I Encontro em Património,

Educação e Cultura

Apresentação

O Primeiro Encontro de Património, Educação e Cultura (EPEC'#1) pretende motivar a discussão e a reflexão sobre questões emergentes de três componentes evidenciadas na European Cultural Heritage Strategy for the 21st Century (CE, 2017): a componente social, relacionada com a preservação da diversidade cultural; a componente do desenvolvimento territorial e económico, direcionada para o desenvolvimento sustentável com base nos recursos locais, no turismo e no emprego; e a componente do conhecimento e da educação, focada na integração através do património, dos diferentes domínios da educação, da investigação e da formação ao longo da vida.

O evento, organizado pelo Centro de Investigação em Património, Educação e Cultura (CIPEC) do IPCB, pretende constituir-se como um fórum de debate de culturas e identidades, de investigação nas áreas do património e da educação patrimonial e de partilha de experiências de inovação educativa e formativa.

PROGRAMA DETALHADO : : LIVRO DE RESUMOS

Objetivos

Debater processos educativos, formativos e criativos direcionados para a preservação, valorização e apropriação do património.

Motivar para a integração e dinamização do património em contextos diversificados.

Áreas temáticas

Património e Educação
Património e Criatividade
Património pelos Multimédia
Património e Desenvolvimento Territorial

PARTICIPANTES

Submissões

 

O EIPEC’#1 destina-se a investigadores, professores, estudantes do ensino superior, profissionais de instituições culturais e público em geral.

Os participantes podem submeter propostas de comunicações, oral ou em poster relacionados com trabalhos de investigação ou com experiências profissionais relacionadas com as temáticas do Encontro.

Todos os trabalhos serão sujeitos a revisão científica por pares, com base nos seguintes critérios: clareza, estrutura, relevância e coerência da proposta.

Após a avaliação dos resumos e sua aceitação, os autores deverão enviar os textos finais até 19 de novembro. Textos enviados após essa data não poderão ser integrados  no livro de atas do EPEC'#1.

Formato

 

As propostas devem enquadrar-se nos eixos temáticos do EPEC'#1 e ser entregues em formato word (.doc ou .docx), de acordo com o TEMPLATE, que inclui título, autores e afiliação, palavras-chave (3 a 5), linha temática, e resumo (em português, inglês ou espanhol).

O resumo não deve ultrapassar os 2500 caracteres (c/espaços), devendo incluir aspetos tais como: objetivos da comunicação, tema/problemática, referencial teórico, metodologias, resultados alcançados/esperados, e referências bibliográficas.

A proposta final não deve ultrapassar os 20.000 caracteres nem as 15 páginas (no caso de incluir muitas figuras).

Caso prefira, obtenha aqui o TEMPLATE do poster.

Para o artigo final, a publicar nas atas do encontro, pode oter aqui o TEMPLATE.

Datas importantes


Submissão de resumos alargados   até 31 de outubro
Notificação dos autores   8 de novembro
Entrega dos documentos finais   28 de dezembro

Contacto

 

As submissões devem ser sempre enviadas para o endereço do EPEC'#1:

encontro.PEC@ipcb.pt

PROGRAMA

novembro'22

 

08h30 - 09h00 Abertura do secretariado
Receção aos participantes
  Átrio
09h00 - 09h30 Sessão de abertura   Auditório
09h30 - 09h45 Momento musical   Auditório
09h45 - 10h45 Palestra “Generar patrimonios relacionando entornos no
formales para vincularlos a la Educación Formal” | Roser Calaf
  Auditório
10h45 - 11h00 Pausa para café    
11h00 - 12h30 Comunicações temáticas (sessões em paralelo)
"Património pelos Multimédia" | moderação de Natália Boticas
"Património e Educação" | moderação de Luís Costa
"Património, Criatividade e Desenvolvimento Territorial" | moderação de António Vasconcelos
 
Auditório
Sala B1
Sala B9
12h30 - 14h00 Almoço    
14h00 - 15h30 Mesa redonda "Património como Fator de Desenvolvimento Territorial"
Vitor Cavaleiro | Santos Pereira | Padre Francisco Valente
Moderação de Fernando Raposo
  Auditório
15h30 - 15h45 Pausa para café    

15h45 - 17h15

Comunicações temáticas (sessões em paralelo)
"Património, Criatividade e Desenvolvimento Territorial" | moderação de Ricardo Silva
"Património e Educação" | moderação de Ernesto Martins
 
Auditório

Sala 4
17h45 - 19h00 Oficinas demonstrativas
- Centro de Interpretação do Bordado de Castelo Branco
- Oficina da Viola Beiroa
   
21h30 Tradições e Xaras <CARTAZ>
- Documentário "Memórias de uma Lenda", realizado por Carlos Reis
- Concerto pelo grupo musical Xaras
  Cine-teatro

 

novembro'23

 

08h30 - 09h00 Abertura do secretariado
Receção aos participantes
  Átrio
09h00h - 10h00 Palestra "As dimensões local e 'glocal' do património europeu" | Carlos Correia   Auditório
10h00h - 10h15 Pausa para café    
10h15h - 11h45 Comunicações temáticas(sessões em paralelo)
"Património pelos Multimédia" | moderação de Lúcia Pombo
"Património e Educação" | moderação de Ana Rodrigues
"Património Criatividade e Desenvolvimento Territorial" | moderação de Hugo Ferrão
 
Auditório

Sala 3
Sala 4
11h45h - 12h30 Apresentação de Posters   Átrio
12h30 - 14h00 Almoço    
14h00 - 15h00 Palestra "Património e Criatividade em Educação" | Pilar Barrios   Auditório
15h00 - 15h15 Pausa para café    
15h15 - 17h15 Comunicações temáticas (sessões em paralelo)
"Património pelos Multimédia" | moderação de Irene Tomé
"Património, Criatividade e Educação" | moderação de Graça Sardinha
 
Sala 2

Auditório
17h45 - 18h30 O "Bem Amanhado"
Degustação de conservas de peixe do rio
  Sala de reuniões
21h30 Palestra “A história e os sons no início do séc. XX” | José Moças
Encenação do grupo Váatão <CARTAZ>
  Centro Artístico Albicastrense
       
       
       
       
       

novembro'24

 

10h00 - 12h00 Visita cultural em Castelo Branco
12h30 - 14h30 Almoço
14h30 Concerto pela Orquestra Viola Beiroa
   

 

Convidados

Adelaide Salvado

Adelaide Salvado

plus

Maria Adelaide Neto Salvado, geógrafa e investigadora é professora aposentada da Escola
Superior de Educação de Castelo Branco. Entre 1978 e 1989 foi conservadora-ajudante do
Museu Francisco Tavares Proença Júnior de Castelo Branco. Recebeu, em 1987, o prémio
Monografia Regional da sociedade Histórica da Independência Nacional pela obra em co-
autoria Rei-Wamba –Espaço e Memória. Nascida no Ribatejo, tem sido, no entanto, ao estudo
da cultura e história regionais do interior da Beira, em particular no que se refere à
religiosidade popular que tem dedicado um acentuado interesse. Entre os seus trabalhos
editados sobre esta temática destacam-se: O Espaço e o Sagrado em S. Pedro de Vir-a Corça;
Elementos para a História da Misericórdia de Monsanto; O culto do Espírito Santo em terras da
Beira Baixa - as longínquas raízes; Nossa Senhora da Azenha a Luz da raia; A Misericórdia de
Medelim - apontamentos e lembranças para a sua história;A Anunciação à Virgem Maria na
religiosidade popular do interior da Beira; As Fontes de S. Pedro de Vir-a-Corça (Magia e
Sacralidade); A Capela de Nossa Senhora da Piedade de Castelo Branco (Retalhos de devoção);
Confraria de Nossa Senhora do Rosário de Castelo Branco – Espelho de Quereres e Sentires; A
Capela do Espírito Santo de Castelo Branco, Elementos para o seu conhecimento; Remoinhos –
ventos e tempos da Beira; O Culto do Espírito Santo na alma do povo de Monforte da Beira.
Para além destas obras, outras publicou de temática diferente: O Horto de Amato Lusitano -
Uma ponte para a Cultura, Educação e Cidadania; Os Avieiros nos finais da década de 50;
Maribela e José Pina – Um caso de Amor e Morte em Sarnadas de Ródão no início do século
XX; Jardim do Paço - roteiro de uma visita de estudo; Casa da Infância e Juventude de Castelo
Branco Rumos educativos (1866-2006). É colaboradora da imprensa regional.
Tem colaboração nas revistas Brotéria, Carmelo Lusitano, Estudos de Castelo Branco, Educere,
Revista da Extremadura (Cáceres). É membro honorário do HACYL- Instituto de Investigaciones
Antropológicas de Castilla y Léon, Universidade de Salamanca. É coorganizadora da revista
Estudos de Castelo Branco e da Revista Cadernos de Cultura Medicina da Beira Interior da Pré-
História ao Século XXI.


 

Ana Rodrigues

Ana Rodrigues

plus

Doutorada em Didática e Formação, é Professora Auxiliar no Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro; membro do Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores (CIDTFF); e Diretora do Centro Integrado de Educação em Ciências (CIEC) da Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha. É uma das autoras dos guiões didáticos para o 1ºCEB desenvolvidos no âmbito do PFEEC e da brochura “Despertar para as ciências: atividades dos 3 aos 6”. Tem publicado e participado em projetos de investigação a nível nacional e internacional, no âmbito da Formação de Professores, e Didática das Ciências em contextos de educação formal e não-formal.


 

António Vasconcelos

António Vasconcelos

plus

Professor-Ajunto no Departamento de Artes da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, Presidente da Associação Portuguesa de Educação Musical (APEM). Doutorado em Educação pela Universidade de Lisboa, leccionou música em várias instituições de ensino do ensino básico ao ensino superior e em vários graus e tipos de ensino de música, foi director de uma escola profissional de música, desempenhou funções como técnico especialista no ensino artístico no âmbito do Ministério da Educação e participou em vários grupos de trabalho relacionados com o ensino de música. Tem levado a cabo investigação no terreno sobre: a profissão de músico e a formação de professores de música, as escolas de música, o ensino de música e o ensino artístico, a criatividade e políticas públicas educativas e culturais no âmbito da música e do seu ensino. De entre as suas publicações mais recentes destacam-se: “Being a composer in an age of uncertainties, risks and diffuse creativity: Training, career and creativities”, in Palmela Burnard (ed.), Activating Diverse Musical Creativities: Teaching and Learning in Higher Music Education, London: Bloomsbury, 2015; Trabalhar s(em) Rede em Educação: dinâmicas de cooperação (co-editor e co-autor do prólogo), Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa, 2014; “Educação artística e criatividade: à procura de um novo senso comum político e formativo”. International Colloquium Creative Processes in Art. 2014; “Políticas e atores na educação artístico-musical: das hierarquias às interdependências colaborativas” in A. Cachada e M. H. Vieira (Eds.). Pensar a Música. Guimarães: Sociedade Musical de Guimarães e Fundação Cidade de Guimarães, 2013; “The curriculum of music education specialist face to accountability: ambiguities, standardization and singularities” in José Carlos Morgado et al. (eds). European Conference on Curriculum Studies. – Future Directions Uncertainty and Possibility. Minho, Universidade do Minho. 2013, 2013 (co-autoria); O Ensino especializado de música entre diferentes mundos, complexidades e desafios in António Pacheco II Encontro Do Ensino Artístico Especializado da Música do Vale de Sousa. Olhares e Geografias sobre o Ensino da Música. Lousada. Conservatório do Vale do Sousa; “As Artes Performativas e a motivação dos estudantes para os desempenhos académicos: perspectivas teóricas e práticas” in Veiga, F. H. (Coord.) (2016/2017). Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspetivas da Psicologia e Educação – Motivação para o Desempenho Académico / Students´ Engagement in School: Perspectives of Psychology and Education – Motivation for Academic Performance. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa; A Escola como laboratório de cidadania: a participação dos estudantes na construção de um bem comum” in Gomes, C. A., Figueiredo, M., Ramalho, H., & Rocha, J. (Coords.). (2016). XIII SPCE: fronteiras, diálogos e transições na educação . Viseu: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Educação.


 

Carlos Correia

Carlos Correia

plus

Professor jubilado da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboade Lisboa.

Página institucional


 

Ernesto Candeias

Ernesto Candeias

plus

Professor na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco.


 

Padre Francisco Valente

Padre Francisco Valente

plus

Comissão dos Bens Culturais do Bispado de Portalegre.


 

Graça Sardinha

Graça Sardinha

plus

Professora na Universidade da Beira Interior, na Faculdade de Artes e Letras, no Departamento de Letras. Licenciada em Português-Francês, pós-graduada em Supervisão Pedagógica, mestre em Educação e Doutora em Letras.
É investigadora no IFP Labcom. Os seus interesses centram-se nas áreas da Literacia, da Leitura e da Cultura.

Cargos que tem vindo a exercer: Membro do Conselho Geral da UBI; Membro do Conselho Geral de escola da região; Administradora do semanário Notícias da Covilhã; Comissária na CPCJ; Vereadora na câmara municipal da Covilhã; Deputada municipal e membro de Mesa; Tesoureira na Santa Casa da Misericórdia da Covilhã; Coordenadora Científica do Centro de Formação de Associação de Escolas da Beira Interior; Membro do comité científico da revista LIMITE.


 

Hugo Ferrão

Hugo Ferrão

plus

Doutor em Belas-Artes, especialidade de Pintura – FBA/Univ. Lisboa (2007). Equiparação a Doutoramento - Agregação ao 5º Grupo – ESBAL (1996). Mestre em Comunicação Educacional Multimédia – Univ. Aberta (1995). Pós-Graduação em Sociologia do Sagrado e do Pensamento Religioso – Univ. Nova de Lisboa (1992). Licenciado em Artes Plásticas-Pintura - ESBAL (1985).

Prof. Associado em Pintura na FBAUL, onde cria as disciplinas de Ciberarte e Realidade Virtual, fundador do Centro de Investigação em Ciberarte, e do CIEBA – Centro de Investigação e Estudos em Belas-Artes (Director; Invest. Principal da Ciberarte; Presid. do C. Científico (2006-2012); Presid. Coord. do Doutoramento da Fac. de Belas-Artes. Membro do Conselho Geral da Univ. de Lisboa (2011-2017); Membro do Conselho Geral da Esc. Artística António Arroio (2011 -2018); Académico Efectivo da Academia Nacional de Belas-Artes de Lisboa (2018). Investiga e publica nos domínios da pintura, simbolismo, tapeçaria, ciberarte, cibercultura, hipertexto, realidade virtual e seu impacto na formalização do discurso artístico-pintura. Tem desenvolvido um projecto artístico no âmbito da nova figuração, participando em várias exposições colectivas (desenho, pintura, tapeçaria e fotografia) e realizou 10 exposições individuais (Pintura e desenho) e foram-lhe atribuídos dois prémios em Pintura.


 

Irene Tomé

plus

Professora da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboade Lisboa.

Página institucional


 

José Moças

plus

Fundador da Edisom, editora que trabalha fundamentalmente na área da música tradicional, fado e música clássica.

 


 

Lopes Marcelo

Lopes Marcelo

plus

Investigador em assuntos regionais.


 

Lúcia Pombo

Lúcia Pombo

plus

É Doutorada em Educação, Doutorada em Biologia, Mestre em Ciências das Zonas Costeiras e Licenciada em Biologia. É Investigadora e membro da Coordenação do Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores (CIDTFF), da Universidade de Aveiro (UA) e membro do Laboratório de Conteúdos Digitais. Tem lecionado no Departamento de Educação e Psicologia da UA e orientado alunos de pós-graduação na área da integração das tecnologias em Educação. Tem participado ativamente em projetos europeus e nacionais, dos quais se destaca o Projeto EduPARK - Mobile Learning, Realidade Aumentada e Geocaching na Educação em Ciências (http://edupark.web.ua.pt), que coordena.


 

Luis Costa

Luis Costa

plus

Professor jubilado da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco, onde lecionou durante 26 anos.

É licenciado em Sociologia pelo ISCTE em Serviço Social pelo ISSS e mestre em Ciências da Educação pela Universidade de Boston. Em 1995 apresenta provas públicas para Professor Coordenador da ESECB com a dissertação A Sociologia da Educação na Formação de Professores e a lição proferia sobre Ensino, Aprendizagem e Mudança Cultural. Foi presidente da Unidade Técnico-científica de Ciências Sociais e Humanas, coordenador do mestrado em Intervenção Social Escolar, presidente do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Artes Aplicadas, membro do Conselho Técnico-Científico da ESECB e diretor da Escola de 1997 a 2000. Os seus interesses de investigação centram-se no âmbito da Sociologia e da História da Educação.


 

Manuel Serrão

Manuel Serrão

plus

Empresário.

http://www.manuelserrao.com/gca/?id=20

 


 

Natália Botica

Natália Botica

plus

Investigadora na Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, Braga.

http://www.uaum.uminho.pt/Equipa/CV/048.pdf

 


 

Pilar Barrios

Pilar Barrios

plus

Professora na Universidad de Extremadura, Badajoz.


 

Roser Calaf

roser calaf

plus

Professora no Departamento de Ciencias de la Educación, na Universidade de Oviedo.

Roser Calaf Masachs é catedrática em Didática de Ciências Sociais na Universidade de Oviedo, diretora do Grupo MIRAR, de la Oferta Tecnológica da mesma IES desde 2002, momento em que iniciou uma linha de investigação multidisciplinar em Didática do Património. Atualmente, colabora como investigadora em 2 projetos do Plano Nacional liderados por J.L San Fabián (código EDU2016 -76306-62-216 )", y J.M Cuenca (código EDU2015-67953-P)", investigadores com quem já tinha trabalhado anteriormente no âmbito do projeto “Evaluación Cualitativa de Programas Educativos en Museos de España" (ECPEME-código EDU2011-27835), projeto que vinculou 9 investigadores de 5 universidades de Espanha e de 13 museus, que decorreu entre 2012-2015.


 

Santos Pereira

Santos Pereira

plus

Professor catedrático da Universidade da Beira Interior, na área das Letras, em particular da Cultura Lusófona, depois de uma longa carreira que iniciou, em 1976, a ensinar a Língua e a Literatura Portuguesas no Ensino Secundário. Estagiou na Universidade dos Açores (1981-1986) na área das Fontes e Problemática do Saber Histórica e publicou ali Vereações de Velas (S. Jorge 1559-1570-1571), em 1984, e A Ilha de S. Jorge (Séculos XV-XVII), em 1987. Neste ano, integrou a UBI e participou no lançamento dos cursos de Sociologia, Ciências da Comunicação, Letras e outros.

A História dos Descobrimentos mereceu-lhe o estudo Portugal: o Império Urgente, em dois volumes, editado pela Imprensa Nacional, em 2003. O aprofundamento da História do Atlântico fê-lo integrar o Centro de História de Além-Mar da Universidade Nova de Lisboa entre 1999 e 2013.

Desde 2014, é membro integrado do LabCom (UBI). Os fatores do desenvolvimento, a história regional e local, os nacionalismos, o iberismo, as livrarias antigas, os autores clássicos e as figuras da literatura portuguesa, a implantação e o evoluir do regime liberal e a história da imprensa periódica e da indústria têxtil diversificam as temáticas das suas publicações de que constituem exemplos Portugal Descoberto, vol. I: Cultura Medieval e Moderna; vol. II: Cultura Contemporânea e Pós-Moderna, em 2008, e Portugal Adentro: do Douro ao Tejo. O Milénio Beirão, em 2009.

Como Diretor do Centro de Estudos Sociais da UBI, iniciou o projeto que levou à edição de Regionalização: Textos Oportunos, em 1998, e O Parlamento e a Imprensa Periódica Beirã em Tempos de Crise (1851-1926), em 2002. Tem apresentado estudos sobre as questões da Identidade com a melhor expressão na obra Representações da Portugalidade em cuja coordenação colaborou, editada em 2011, ano em que mereceu o Prémio de Mérito Científico Universidade da Beira Interior/Santander, na área das Letras. No ano corrente viu sair em edição dos CTT profusamente ilustrado o livro de que é autor sobre A Indústria Têxtil Portuguesa que suportou o recentemente considerado Melhor Selo do Mundo.

Foi Presidente do Departamento de Letras da UBI, durante vários mandatos, exerceu até julho próximo passado o cargo de diretor do Museu de Lanifícios, Centro de Documentação e Arquivo Histórico da UBI e é Académico Correspondente da Academia Portuguesa da História.


 

Vitor Cavaleiro

roser calaf

plus

Professor na Universidade da Beira Interior, na Faculdade de Engenharia, Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura.

Nasceu em 1954, é Professor Catedrático em engenharia civil, desde 2009, no Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura na Faculdade de Engenharia da Universidade da Beira Interior.

Tem vindo a colaborar com grandes empresas e grupos de investigação quer nacionais quer internacionais.

Desempenhou vários cargos e funções de que se destacam:
- Vice Reitor da Universidade da beira Interior;
- Presidente da Faculdade de Engenharia;
- Membro do Conselho Geral da Ubi;
- Presidente do Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura;
- Participou em diversos Projectos de ensino graduado e pós graduado na Universidade da Beira Interior;
- Coordenador do Centro de Investigação GeoBioTec-Polo da UBI;
- Em 2007, obteve a Agregação em Engenharia civil;
- Em 2001, concluiu o Doutoramento em Engenharia Civil na Universidade da Beira Interior;
- Em 1994, concluiu o Mestrado em Geotecnia com muito Bom pela Universidade de Lisboa;
- Autores e co autor de vários artigos em revistas da especialidade em temáticas da geotecnia , ambiente e património

Página Instituicional


 

Inscrição

 

As inscrições devem ser dirigidas ao CIPEC até 19 de novembro.

CLIQUE AQUI para se inscrever..

Custo dA Inscrição

  Até 10 de novembro Após 10 de novembro
Autores e público em geral 40€ 60€
Alunos de outras instituições 15€ 22,5€
Colaboradores e alunos do IPCB Gratuito, mas sujeito a inscrição

 

Telefone

(+351) 272 339 100
(+351) 910 511 539 (Vodafone)
(+351) 965 956 975 (Meo)
(+351) 937 300 004 (Nos)


Email

encontro.PEC@ipcb.pt

 

Endereço

Rua Prof. Dr Faria de Vasconcelos
6000-266 Castelo Branco

Comissões

Comissão Científica

 

Alexandra Cruchinho Barreiros
Ana Sofia Marcelo
António Pereira Pais
Carlos Correia
Ernesto Candeias Martins
Fátima Regina Jorge
Fernando Manuel Raposo
João Serra Machado
João Luís Belo
José Filomeno Martins Raimundo
José Francisco Bastos Dias de Pinho
Konstantinos Nikolantonakis
Luís Dias da Costa
Luís Manuel do Carmo Farinha
Luísa Ferreira Nunes
Maria Adelaide Salvado
Maria José Infante Pereira
Maria da Fátima Paixão
Maria Madalena Ribeiro
María Pilar Manzano
Miguel Nuno Carvalhinho
Nélson Barata Antunes
Paul Joseph Melia
Paulo Lopes da Silveira
Paulo Martins Afonso
Ricardo Jorge Nunes da Silva
Roser Calaf Masachs

Comissão Organizadora

 

Alexandra Cruchinho Barreiros
António Pais
Dolores Alveirinho
Fátima Regina Jorge
Fernando Manuel Raposo
João Luis Belo
João Serra Machado
Luís Dias da Costa
Maria Madalena Ribeiro
Miguel Nuno Carvalhinho
Paul Joseph Melia
Paulo Martins Afonso